PAPO ESPORTIVO | 109 anos de história e superação

ESPORTE
Por sua luta, história, conquistas e superações, o América merece os parabéns
(Por Bráulio Siffert Belo Horizonte)
Em parceria com a Cantera, América lançou arte em comemoração aos 109 anos de história do Clube – Reprodução / América Mineiro
Nesta sexta-feira (30), o América Futebol Clube completa 109 anos de vida, com uma trajetória marcada por idas e vindas, algumas glórias e muitas dificuldades. Mas, especialmente, muito amor, superação e seriedade, que fizeram o clube encarar enormes adversidades para hoje conseguir chegar a, possivelmente, o melhor momento de sua história, com ótima estrutura, finanças controladas, na Série A e forte candidato a ser um dos clubes da prateleira de cima do futebol brasileiro.
O caminho, como dito, foi de altos e baixos: do decacampeonato mineiro, na primeira metade do século XX, à gradativa perda de espaço para o Cruzeiro; dos timaços da década de 1970, com Jair Bala e companhia, a um jejum de duas décadas sem títulos; de novos títulos regionais e nacionais a sucessivas quedas de divisão. Tudo marcado por um difícil enfrentamento à predominância de Atlético e Cruzeiro nas divisões principais, na imprensa, nos títulos estaduais, na torcida e nos patrocínios. Mas sempre com o apoio do povo mineiro, de dirigentes dedicados e de uma torcida pequena, porém diferenciada, que, unida, não deixou o América se tornar um dos tantos times que, embora tradicionais, acabaram fechando as portas ou disputando apenas campeonatos estaduais.
A formação de craques para o futebol mundial – como Tostão, Euller, Palhinha, Gilberto Silva, Fred, Danilo e Richarlison – é mais um dos grandes legados da história americana. Esse “DNA formador” foi, inclusive, um dos grandes trunfos do América em todos seus bons momentos, e continua sendo fundamental diante de um mercado tão caro como o do futebol atual. O time de 2021 conta com uma dezena de garotos da base. Um deles – o volante Zé Ricardo – é titular absoluto e um dos melhores do elenco.
Estar hoje na Série A, com o clube organizado, em melhor situação que o rival Cruzeiro, dentro e fora de campo, e com possibilidade de receber grande aporte financeiro em uma possível transformação em clube-empresa, é, de fato, animador. E esse início esperançoso da década de 2020 é, quem sabe, um passo adiante da década anterior, a melhor do Coelho em termos de quantidade de disputas de Série A (três vezes) e de títulos (Mineiro de 2016 e Série B de 2017). E uma resposta à anterior, em que, embora tenha sido campeão da Sul Minas em 2000 e do Mineiro em 2001, o Coelho amargou a queda para a segunda divisão do Campeonato Mineiro e chegou a ficar um ano sem disputar nenhum campeonato nacional.
Enfim, por seus 109 anos de muita luta, história, conquistas e superações, o América merece os parabéns e merece estar alcançando esse seu novo patamar!
Edição: Wallace Oliveira

(Fonte: brasildefatomg.com.br)

COMPARTILHAR