Hulk decide e Atlético vence América de Cali no Mineirão pela Copa Libertadores

ESPORTE

Atacante entrou no intervalo da partida e marcou os dois gols do triunfo alvinegro

(Por Fábio Rocha, Rádio Itatiaia)

(Foto: Divulgação/Conmebol)

 

 

 

 

 

 

 

 

Pressionado a vencer e apresentar um bom futebol sob o comando de Cuca, o Atlético teve uma atuação melhor do que na estreia e conseguiu a sua primeira vitória na Copa Libertadores. Destaque para o atacante Hulk, que entrou no intervalo da partida e marcou os dois gols do triunfo por 2 a 1 sobre o América de Cali, da Colômbia, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo H.
Nos minutos finais, o Galo passou sufoco dos colombianos para segurar o placar e ainda teve Nathan expulso nos acréscimos. Outra baixa na partida foi o meio-campista Zaracho, que sofreu uma lesão no tornozelo no início do segundo tempo e deixou o gramado chorando.
Com o resultado, o Atlético chegou aos quatro pontos e assumiu a liderança do grupo H, com um jogo a mais que o Cerro Porteño-PAR, que tem três pontos e atua em casa nesta quarta contra o La Guaira podendo reassumir a ponta da chave.
Na terceira rodada do grupo H, o Atlético enfrenta o Cerro Porteño, novamente no Mineirão. A partida está marcada para a próxima terça-feira (4), às 19h15. Já o América de Cali encara o La Guaira, na quinta (6), às 23h (horário de Brasília), na Venezuela.
Antes, o Galo entra em campo no próximo sábado (1º), às 16h30, para enfrentar o Tombense, no Independência, pelo duelo de ida das semifinais do Campeonato Mineiro.
Primeiro tempo
O Galo teve uma atuação um pouco melhor em relação à partida contra o La Guaira, no empate por 1 a 1, na estreia na competição. Enfrentando dificuldades para construir as jogadas ofensivas no primeiro tempo, o time alvinegro insistia em acionar Keno pelo lado esquerdo e “esquecia” Savarino na direita.
Mesmo jogando “torto” pela esquerda, o Atlético dominou o América de Cali nos 45 minutos iniciais e acertou duas bolas na trave. Na primeira, Savarino cobrou falta para a área, Arana tentou desviar e a bola explodiu no pé da trave. Na segunda, o goleiro Graterol se atrapalhou ao tentar cortar a bola que havia subido muito após cruzamento e ela tocou no travessão duas vezes.
Hulk entra e decide
No intervalo, Hulk entrou na vaga de Vargas para atuar mais centralizado no ataque. Logo com três minutos, o camisa 7 já mostrou a que veio. Após tabelar com Arana, o atacante chutou cruzado levando perigo.
A blitz atleticana no início do segundo tempo aumentou. Zaracho acertou um belo chute de fora da área e a bola passou raspando o ângulo. No minuto seguinte, o argentino que vinha bem no jogo sofreu uma pancada no tornozelo em disputa de bola no meio-campo e deixou o gramado chorando.
Nathan entrou na vaga de Zaracho e, em poucos segundos em campo, participou da jogada do primeiro gol.
O camisa 23 deu belo passe em profundidade para Hulk que, em velocidade, foi derrubado pelo goleiro dentro da área. O árbitro marcou pênalti. O próprio Hulk foi para a cobrança, deslocou Graterol e abriu o placar para o Atlético.
om o gol, o Galo ganhou confiança na partida e passou a trocar passes com mais facilidade. E foi em uma jogada envolvente que o time ampliou o marcador quatro minutos depois. Keno acionou Savarino na área, o venezuelano tocou de calcanhar para trás e Hulk bateu de primeira no canto. Segundo dele na partida.
O Atlético poderia ter feito mais na sequência se não fosse o goleiro Graterol, que fez três defesas em um intervalo de três minutos. Primeiro em um chute de Keno, depois na finalização de Savarino e, por fim, em uma cabeçada de Hulk.
Vacilo de Tchê Tchê e pressão do América de Cali no fim
Em uma bobeira de Tchê Tchê na saída de bola no campo de defesa, o América de Cali diminuiu o placar. O volante perdeu a bola para Luis Sánchez, que puxou para a entrada da área e bateu seco no canto, sem chance para Everson. Galo 2 a 1.
Por conta do gol sofrido, o Atlético passou sufoco nos minutos finais da partida e viu o América de Cali chegar com perigo pelo menos mais duas vezes. Nos acréscimos, Nathan deu um carrinho para matar o contra-ataque dos colombianos e recebeu o cartão vermelho direto.
No entanto, apesar dos apuros no fim da partida, o time alvinegro conseguiu segurar o resultado e venceu a primeira partida na Libertadores 2021.
Atlético 2 x 1 América de Cali
Atlético: Everson; Mariano Junior Alonso, Igor Rabello e Arana; Zaracho, Tchê Tchê, Nacho Fernández (Marrony), Keno (Alan Franco), Savarino (Dodô) e Vargas (Hulk). Técnico: Cuca
COMPARTILHAR