Especialistas recontam viagem de dom Pedro II a Minas

Cultura

Parceria entre Instituto Histórico e Tribunal de Justiça terá 13 programas virtuais

(Por Gustavo Werneck/Estado de Minas)

      (Imperador viajou pelo Rio das Velhas na barcaça Cônego Santana Foto: Reprodução/Internet)

 

 

 

 

 

 

 

As águas do legendário Rio das Velhas, as ladeiras das cidades centenárias e o cenário de montanhas são testemunhas da visita do imperador dom Pedro II (1825-1891), em 1881, à então província de Minas. Para lembrar os 140 anos da viagem, o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) promove, em parceria com o Tribunal de Justiça (TJMG), a partir de sexta-feira (30), sempre às 10h, um ciclo de palestras e debates em modo virtual.
programação, coordenada pelos associados Regina Almeida e Adalberto Andrade Mateus, contará com a participação de diversos historiadores e estudiosos, que vão mostrar, nos próximos meses, os passos percorridos pela célebre expedição a monumentos, grutas, santuários e minas de exploração minerária.
Percorrendo as cidades que estiveram na rota da viagem de Dom Pedro II, os palestrantes vão relembrar a passagem do imperador e destacar bens culturais que, após 140 anos, continuam testemunhando a história mineira. A programação do Instituto contempla a apresentação de 13 programas que serão lançados a partir do dia 30 no canal IHGMG Virtual. Além dos programas, também serão preparados posts nas redes sociais destacando aspectos culturais das localidades visitadas pela comitiva imperial.
Oportunidade
De acordo com a coordenadora das atividades culturais do IHGMG, Márcia Maria Duarte dos Santos, relembrar os 140 anos da visita imperial é uma oportunidade para se conhecer um pouco mais sobre a figura de Dom Pedro II. “Ao analisar a viagem de 1881, podemos conhecer um pouco sobre os interesses do Imperador, um homem ilustrado, além de observar suas motivações, enquanto governante do Império, em um período político bastante conturbado”, avalia Márcia, que destaca a realização de um calendário cultural expressivo para 2021.

(Fonte:em.com.br/app/noticia/gerais)Estado de Minas

COMPARTILHAR